Crónicas do autor:

Os cristãos novos, o bêbado e o candeeiro público

Na sequência do que a austeridade fez a Portugal, nasceu uma legião imensa de cristãos-novos, recém convertidos às políticas de crescimento. Uns praticam a nova fé defendendo o investimento público keynesiano.
Nota de fecho

Khrushchev: o perito

Concluindo a minha modesta contribuição para a celebração do centenário de figura ímpar que foi Álvaro Cunhal, recorro a um dos maiores sovietólogos de sempre: Khrushchev. Um homem que naturalmente conhecia o sistema por dentro como poucos. Por ...
Nota de Fecho

Alex Ferguson

A sua reforma coincidiu com o lançamento de um caso pela Harvard Business School (professora Anita Elberse), um livro (por M. Carson comparando-o com Wenger, Mourinho) e uma autobiografia (com P. Hayward).

Extra-terrestres ou hipócritas?

Os cem anos do nascimento de Álvaro Cunhal foram pretexto para a “intelligentsia” nacional tecer os maiores encómios à figura. Contudo, em poucos países do mundo (exceptuando a Coreia do Norte, Cuba e talvez a China), um líder comunista ...
Nota de Fecho

Histórico

O facebook é como a globalização. Mesmo que não nos queiramos globalizar, a globalização vem ter connosco: através dos concorrentes; e através dos fornecedores, sejam nossos (oportunidade), ou dos concorrentes (risco).

Qual é a parte disto que eles não percebem?

Quando se abre a torneira dos comentadores da TV e imprensa há várias explicações para a crise. Primeira: o subprime / crise financeira / capitalismo selvagem / economia de casino / neoliberalismo. Data do crime? 2006.

Páginas