Um convite para repensar a sociedade atual e como excermos a nossa cidadania ;

2ª Edição Festival Política
Um convite para repensar a sociedade atual e como excermos a nossa cidadania
Os meios de comunicação são o foco do útlimo dia da segunda edição do Festival Política. Hoje, no Cinema São Jorge em Lisboa, é possível ver Post Truth Times We The Media, um filme de Hector Carré, um visionamento que conta com a presença do realizador e que aborda "a forma como os media são afectados por uma sociedade que não valoriza a verdade dos factos", de cuja "população que parece alienada", conta a organziação do Festival. A entrada é livre.
O Cinema de São Jorge abriu as portas para a segunda edição do Festival Política, tendo por objetivo "repensar a sociedade atual e a forma como exercemos a nossa cidadania", sendo a tónica da programação colocada nas questões da igualdade e discriminação, temas que sucedem o da abstenção, o assunto escolhido para mote da edição de 2017.

O Festival tem entrada livre e oferece hoje, dia 22, três películas, uma performance e um workshop.
Destacam-se dois filmes dedicados aos desafios vividos atualmente pelos media. Um primeiro, "Post Truth Times We The Media", trata do ceticismo com que são encarados media, um tema muito debatido atualmente, em parte devido às tão faladas "fake news" e à figura de Donald Trump, abordando "a ira de uma classe política agressiva", mas também questionando um presente em que as pessoas "não valorizam a veracidade dos factos" e parecem "viver alienadas", analisando a afetação dos media tradicionais por toda esta conjuntura.

Este filme de Hector Carré, pode ser visto no São Jorge, em Lisboa, pelas 17h, contando com a presença do realizador.

Mais tarde, pelas 18:30h, "City of Ghosts", um documentário, que segue os esforços de "Raqqa Is Being Slaughtered Silently", um movimento de ativistas anónimos, que se juntaram depois do seu país ter sido tomado pelo ISIS, em 2014. Fazendo um trabalho de jornalismo no sentido de divulgar diariamente as deportações feitas pelo ISIS na respetiva terra natal, mesmo correndo risco de vida e permanecendo no exílio, vendo as suas fotos e moradas divulgadas na internet pelo ISIS. Este documentário, da autoria de Matthew Heineman, nomeado em diversos festivais de cinema e Seleção Oficial Sundance 2017, aborda as utilizações da internet e das redes sociais em questões políticas e encerra oficialmente o Festival, sendo fruto de uma parceria com a ONU Portugal.

No Festival Política é ainda possível ver a exposição de Nuno Bettencourt e Ruy Ottero, "Libertador Dispensado", e a vídeo instalação de César Sousa e João Meririnhos, "Grândola RMX".


Dora Troncão, 22/04/2018
Partilhar
Comentários 0

Notícias Relacionadas