A educação no mundo atual;

A educação no mundo atual
A educação e a formação profissional são fatores chave para responder às exigências impostas pelas rápidas mudanças do mercado de trabalho e do mundo atual. Não apenas com habilidades acadêmicas, mas também com habilidades socio-emocionais, habilidades de pensamento crítico e resolução de problemas, bem como de colaboração e comunicação. Assim, para enfrentar estes novos desafios educacionais globais, é fundamental promover a inovação, o investimento, as pesquisas, trocas de experiências, colaboração e partilha de recursos educacionais entre países e organizações internacionais.
O avanço tecnológico conduz-nos para a Educação 5.0, que representa uma abordagem transformadora da educação. Integra para além da tecnologia, personalização, colaboração e habilidades do século XXI para preparar os alunos para um mundo em constante mudança e promove o desenvolvimento holístico e sustentável da sociedade. As suas integrações nas práticas pedagógicas transformam a educação, e proporcionam novas formas de ensino e aprendizagem, incluindo o uso de computadores, dispositivos móveis, internet, aplicações educacionais, plataformas de aprendizagem online, realidade virtual e aumentada e recursos de inteligência artificial para personalizar a experiência de aprendizagem. Contudo, importa garantir que o seu acesso seja equitativo. 
Releva ainda a atual transição para o ensino remoto e híbrido, fruto da pandemia de COVID-19. Tal situação destacou os desafios já existentes na educação e salientou o impacto socio-emocional do isolamento e da incerteza. 
A era digital é uma oportunidade para as indústrias criarem produtos e serviços inovadores da nova geração, promovendo a criação de postos de trabalho.  Para potenciar esta oportunidade importa capacitar os jovens com formação e educação de elevada qualidade, bem como financiar e criar condições favoráveis ao empreendedorismo.
Atualmente deparamo-nos com uma das transformações mais impactantes na educação representada pela Inteligência Artificial (IA), permitindo uma aprendizagem personalizada, nos mais diversos campos e setores, de acordo com o ritmo e as necessidades de cada um. 
O ChatGPT é um exemplo de IA amplamente conhecido e usado para as mais diversas tarefas, tais como obter informações e respostas a variadíssimas questões, auxílio na execução de diversos trabalhos e projetos, passando inclusivamente a ser utilizado para conversar, fazer jogos ou aconselhar, servindo como suporte emocional.
Pese embora os enormes benefícios e vantagens que se podem apontar com esta integração revolucionária da IA tão bem sucedida, existe o reverso da medalha pois para além do acesso desigual à tecnologia, a mesma enfrenta muitos desafios e preocupações com sério impacto negativo  social, cognitivo e emocional, na medida em que estimula o vicio na tecnologia, promovendo simultaneamente o aumento do isolamento social, e a dependência na tomada de decisões, dificultando o desenvolvimento cognitivo e emocional, e pode levar à substituição de postos de trabalho, especialmente os de baixas qualificações, causando desemprego e incerteza económica.
Para garantir a utilização plena dos benefícios da IA para todos, urge legislação que regule questões éticas, sociais e humanitárias, e que se prendem com o uso da tecnologia no ensino, a privacidade dos dados, a desigualdade digital, viés e discriminação          algoritma….
Por outro lado, importa salientar as limitações do ChatGPT na medida em que para além da sua incapacidade de raciocínio e compreensão de conceitos abstratos, nem sempre fornece respostas adequadas ou corretas, isto porque se baseia em dados disponíveis na internet, cuja fiabilidade é por vezes duvidosa. Por outro lado, pode ainda não ter conhecimento sobre informações específicas, bem como ser incapaz de dar continuidade a um encadeamento de perguntas, respondendo a cada pergunta de forma independente.

Dulce Gomes | Coordenadora do TeSP em Contabilidade e Fiscalidade do ISAG-EBS, 23/05/2024
Partilhar
Comentários 0